Buscar
  • Thiago Sieiro

A coragem de um covarde

Com @balao5946


Onde tô vejo a janela

É vermelho

O que vem da rua

é uma mensagem que não chega em lugar nenhum

palavras soltas

missões soltas

como se o céu nem fosse o melhor dos tetos

no fim é vermelho que me cala

porque gritar é venda

e a gente vendeu até jesus

porque não o que tenho?

e o pouco que tenho é minha pele

que sangra

vermelho

como se meu olhar nem fosse o melhor dos vazios

espero do céu o melhor dos trabalhos:

paz

o que transmito nem é mais salvação é

uma mistura de esperança com cansaço

o que eu mais sou

luz ou apagão?

me diz

- teu valor cabe na palma da mão?

Meus sucessos saíram de mim

Tem vida

Sorri e canta pulando as pedrinhas da calçada

Nem é sucesso quando olho para baixo e recebo amor de volta

É vermelho

O que vem me acordar logo cedo

o pedido de socorro da rua

que não é mais meu

o que é meu está guardado e não é você que vai me dar

o mesmo jesus vendido em correntes de quase ouro

esse mesmo jesus

é ele que vai me dar o que tenho guardado para o fim

mas agora é meio

vivo entre o meio da rua e casa

e agora jogado no tapete da sala eu sou erro descansando.


foto: @thiagosieiro

texto: @iarakimi

2 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo